A relação entre o PT e o Brasil

O senso comum nos diz que “a esperança é a última que morre”. Mas, sabemos também que no mundo há mais que o senso comum. A esperança também pode ser definida como aquilo que almejamos, mas ao mesmo tempo sabemos bem que pode ser difícil de alcançarmos, as vezes até impossível. Poderíamos até dizer que a esperança é para todos, mas não para qualquer um.

Lula começou seu discurso de posse em 1º de janeiro de 2003 com uma frase emblemática: “A esperança venceu o medo”. Só quem é mais velhos, na casa dos 50 anos pra cima sabe o significado dessa frase. Isso porque viveu em parte ou durante todo o Regime Militar. Viu o que foram os 21 anos de Ditadura. Sentiu na pele o que significa o termo “anos de chumbo”. Muita gente lutou, e até deu a vida, para que pudéssemos fazer isso aqui hoje: eu escrever, e vocês lerem. Conquistar isso não foi fácil.

Quem viveu esse período viu no sonho de ter Lula como Presidente da República quase que uma utopia. Mas havia esperança. O sonho deixou de ser sonho e se tornou realidade em 2003. A esperança realmente havia vencido, e nisso Lula tinha total razão. Só esperávamos, aqui e acolá, que a esperança se tornaria decepção! Mas porque isso ocorreu.

Hoje, 13 anos após o início do governo do PT, e após o partido ter sido tirado democraticamente das rédeas da República, várias perguntas que germinaram durante o Regime Militar e foram cultivados após a redemocratização vem a tona. Porque após 13 anos de governo do PT a reforma agrária de fato não aconteceu? Porque não se acabou com a seca no nordeste? E a pobreza, porque não foi eliminada? Porque a educação não descolou? Mais do que perguntas, esses temas geram frustração.

Dizer que o PT se aliou com setores conservadores da política e da sociedade, ou dizer que o partido perdeu o rumo após chegar ao poder pode até ser verdade. Em tese, o é. Mas essa explicação já foi repetida tantas vezes, que cansou. Precisamos começar a redescrever – como nos ensinou Richard Rorty – os anos de governo do PT para que realmente possamos mais uma vez plantar a semente da esperança nesse país, sem que no final ela se torne um fruto da decepção.

Esperávamos mais do PT. E também menos, é claro. Esperávamos mais no sentido de que realente tivesse feito a reforma agrária, a democratização da mídia, a valorização dos professores. E menos porque não esperávamos tanta roubo e tanta corrupção, muito menos desemprego, inflação e falência da Petrobrás. Mas o PT não foi capaz de fazer aquilo que esperávamos, e esse gene anômalo já estava presente desde sua criação. A esquerda tem um defeito profundo, e talvez incurável, que é durante a Revolução Francesa ter ficado do lado do pobre. Isso no sentido de defender o pobre. Mas para que a esquerda seja esquerda, é preciso que haja o pobre.

O PT e suas ramificações não conseguem existir fora dessa lógica, fora de uma estrutura onde não exista o pobre. Para e pense: o que seria do PT se ele realmente tivesse feito a reforma agrária por completo? O MST deixaria de existir. E como o PT faria sem o MST? Loucura não. Mas é isso mesmo. Por isso o PT não acabou com a seca no nordeste, não eliminou a pobreza, não melhorou a escola pública, não fez o SUS funcionar. Em termos um pouco toscos, seria mais ou menos assim: os petistas nunca ensinarão a pescar, senão perderão o monopólio do peixe. Preferem continuar eternamente dando o peixe.

A esquerda se formou como “pai dos pobres”, e só sabe funcionar se for dessas forma. Está na sua gênese. Isso explica bem porque tanta esperança depositada em Lula, Chávez, Morales, Kirchner, Fidel, etc, e depois de um tempo, tanta decepção. Basta comparar e perceber que o declínio moral da esquerda sempre segue o mesmo caminho em grande parte do mundo. Ela frustra todas as suas esperanças. Essa é a relação do PT com o Brasil, que terminou nu divórcio.

Licenciado em História pela UFRuralRJ e Especialista em Ensino de História pelo Colégio Federal Pedro II. Professor de História da rede pública no Rio de Janeiro. Pesquisa história antiga, especificamente Jesus Histórico, judaísmo, Judeia Romana e Cristianismo Primitivo.
Gostou? Compartilhe:

3 thoughts on “A relação entre o PT e o Brasil

  1. Fico impressionada com sua falta de pesquisa para avaliar os governos do PT, teve reforma agrária mas lógico que não o suficiente para beneficiar todos que necessitam, e junto a isso houve também valorização da agricultura familiar. A seca do nordeste com toda certeza não acabou mas foi muito atenuada, pela prática de investimento em projetos de combate e pela própria consciência do povo acostumado com a seca.
    O processo de impeachment não foi democrático, foi um golpe parlamentar, a certeza disso está ao conferir a fala dos próprios julgadores (parlamentares) que reconhecem que não houve crime de responsabilidade ( infinidade de vídeos no salão verde e durante o julgamento que confirmam o quê estou dizendo). Os governos PT fizeram o quê nenhum outro fez, incluíram a valorização do salário mínimo, mais universidades e institutos federais, e o programa de assistência social foi linkado com a educação (pronatec e bolsas), e não podemos esquecer também do esforço em exigir um mínimo de investimento em saúde e educação atrelada com o crescimento do país e por fim determinar o piso para professores, que foi bastante discutido e finalmente considerado constitucional em 2013.
    O governo PT fez muito para desenvolver a ciência e tecnologia, então é realmente desconcertante ler que queriam manter a pobreza do Brasil quando fica patente que houve um esforço governamental e investimento maciço em áreas essenciais ao desenvolvimento do país, que incluía pobres para justamente ascenderem socialmente.
    Assim o maior programa do PT no combate à pobreza sempre foi ligada a busca do conhecimento, ou seja, a oportunidade de pobres frequentar escolas, universidades e intercâmbio acadêmico. Não necessariamente alcançou a todos os brasileiros mas boa parte dos desprivilegiados foram alcançados.

    1. Estrelinha amarela, olha só. Eu não sei de que governo vocês está falando, mas tenho certeza que não é o da estrela vermelha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *