Mulher no bar

Mulher gasta dinheiro. Andando na rua, vê o cartaz com o homem gostoso, suado peitudo. Tira um selfie. Senta e bebe, manda para as amigas. “Antes bem acompanhada do que sóbria.” Muitas respostas, vamos marcar. O homem tomará o lugar de um drink, dois. Bonito por bonito… Colorido. Mulher gosta disso.
 
Assunto de homem que é comprido e esquisito. Sério, com riso. Briga de amigo. Bem melhor do que em casa. O dinheiro tem que dar. Pede pela loira ou pela morena. A da cerveja barata é a melhor. Mais barata, popular, do Faustão, Verão. Sede que não termina. A mais gelada do bar, a mina que vai salvar.
 
Homem não gosta de escolher, é correr e beber. Escolhido já está o bar. Sangue novo, o garçom apresenta. Desce duas dessa mina, no colo. Só é ruim quando é ruim demais. Kaiser terminou, cerveja com nome de alemão.
 
O cartaz da Boa tá na porta do banheiro. Mina companheira. Nem se sabe o nome. Mulher também quer homem. Não ser como homem. Cartaz no canto da porta. Arrumou o ambiente, ela consome. Olha para o papel, faz um charme. Mas nunca vai rolar. Já o homem dá um jeito de o cartaz roubar.
Gostou? Compartilhe:

2 thoughts on “Mulher no bar

  1. Essas mulheres de hoje hein… Interessante como que estamos levando a ideia de igualdade ao pé da letra. A diferença de comportamentos entre homem e mulher é cada vez menor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *