O dono da verdade

Uma pessoa diz que a tv manipula. Ela quer dizer que a tv diz o falso. Platão dividiu a realidade em mundo sensível, da falsidade, e mundo inteligível, da verdade. Aquela pessoa também diz que é melhor pegar um livro, ou refletir, ou buscar uma religião. Na base do pensamento desta pessoa há um platonismo. Esta base não é consciente.

Uma filosofia pós-Platão, crítica ao inventor da filosofia, basearia o pensamento: a tv (ou internet, não importa) faz parte da realidade, e só há essa realidade aqui. Ela diz coisas verdadeiras e coisas falsas, para nós. E nós dizemos coisas verdadeiras e coisas falsas, para a tv e pela tv, e também para a pessoa ao lado. A verdade, hoje, ocorre pelo acordo e pelo que funciona.

Pela primeira filosofia, a tv teria o poder de nos enganar, uma vez que nos manteria distantes de um ponto absoluto da verdade.

Pela segunda, não há para onde correr, não há uma posição exterior onde se apoiar para criticar o que há na vida comum.

Um jovem cresce na pobreza e sob ininterruptos olhares de menosprezo. Durante um roubo, ele mata alguém. Vai para a prisão. Mesmo que não se levante uma voz para dizer que o destino dele também foi muito ruim, e que a prisão para onde ele foi enviado é humanamente aviltante, aparecerá alguém dizendo, com tentativa de ironia, a expressão “vítima da sociedade”.

Há um acordo de especialistas de que sim, ele é vítima da sociedade, pois foi a sociedade, incluindo sua vida econômica, que o aviltou desde pequeno e o encaminhou para aquela tragédia. Conhecêssemos tragédia grega e entenderíamos que, nela, o homem cava sua sepultura, mas dentro de uma estrutura que o determina. Eu consigo escapar mais de um destino, mas será que aquele rapaz tem essa liberdade?

Mas a questão é outra: os especialistas e a gente sensível reconhecem uma verdade no caso do rapaz que matou a moça, mesmo havendo opiniões contrárias, e até diante do fato da morte da moça, para disputar com a verdade. Aqueles que gritam de modo a caricaturizar aquela frase não suportam a troca de verdades e falsidades. Não querem confrontar fatos e verdades, e chegar a uma conclusão razoável. Dizem que a tv e os especialistas são todos enganadores, e então sintonizam-se com gurus ou liderzinhos políticos. Crêem numa grande Verdade, aqui nesse mundo mesmo.

Gostou? Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *