O que há de pior em Bolsonaro

É extremamente difícil eleger o que há de pior em alguém que é essencialmente uma coleção de desastres. Alguns dizem que não votaram em Bolsonaro porque ele é machista, homofóbico, misógino e por aí vai. Essas pessoas não gostariam de ser representadas por alguém assim e, também, temem que as falas descabidas deste acabem incentivando o pior em nossa sociedade.

Outros, ainda, dizem que não votaram em Bolsonaro porque ele praticamente não possui um plano de governo e, além disso, suas falas, quando tentam tocar neste assunto, são frases prontas que, na prática, nada significam. Mas Bolsonaro não possui propostas não só por despreparo e falta de noção do cargo presidencial. Bolsonaro, nem quando eleito, buscou um plano de governo, meio que improvisado. Ele continua sem propostas e vai permanecer assim. Isso é o natural dele. Como alguém sem pensamento poderia buscar um plano de governo?

Mas, na minha visão, nem a presença de preconceitos e nem o vácuo de ideias é o que há de pior nele. O problema principal, para mim, é que eu não consigo enxergar o Bolsonaro como um homem civilizado. Muitas vezes nem como um homem eu consigo enxergá-lo, ele mais se assemelha a uma besta irracional, cega. Bolsonaro não respeita os costumes, não honra o cargo presidencial, xinga o próprio povo, ofende jornalistas, age como uma criança desgovernada, e, além de tudo, principalmente, não sabe diferenciar a esfera pública da esfera privada. Como se portar diante de uma entrevista? Bolsonaro não sabe. Como se portar diante de uma morte como a da Marielle? Bolsonaro também não sabe. A impressão que isso me dá é que Bolsonaro não entrou para a cultura, não entrou para a humanidade, ou seja, não entrou para os costumes. Bolsonaro é uma aberração.

Gostou? Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.