Práticas de inclusão na educação dos iguais

Uma pessoa diz que o povo precisa de educação mas, quando propõe leituras, fala em Harry Potter, John Green ou em “partir do gosto do aluno”.

Educação não é algo imediato: ela é superar etapas e alcançar um lugar novo, ainda fora de alcance. A educação é mediada, por isso o lugar para onde ela leva, e o indivíduo que ela forma, não são colados no indivíduo que a inicia. Também não é colada ao indivíduo que a propõe, pois ele não sabe totalmente no que isto tudo vai dar.

Os mediadores da educação são os clássicos, os óculos de um autor que te fazem ver o mundo dele e, então, ver o seu próprio mundo de uma outra forma, mediada. Este autor faz isso com qualquer homem, mude sua época e lugar.

Você quer o melhor para você e o seu mundo. Se esse destino lhe fosse totalmente conhecido, ele carregaria seus vícios presentes. Além disso, seria muito chato atingir, no futuro, o mesmo lugar em que se está hoje.

O professor que propõe o que é do seu gosto particular, toma seu próprio eu como imediato para si. Seu futuro já está traçado e, nesse auto-espelhamento ele também vê o aluno. Ele inclui o aluno na sua imagem chapada, sem surpresa, igual.

O professor que vai pelo que o aluno diz gostar, toma-o como imediato para si mesmo. O destino dele vai corresponder exatamente ao que está pedindo hoje (quem deixa o aluno ler Harry Potter não o imagina lendo Machado, no futuro). Tem algo de maldade, nisso, de deixar o outro preso na própria igualdade. É como se se desse a ele um veneno que ele mesmo pediu.

O professor que faz isso não o percebe, pois toma a autossugestão do aluno como transparente também para ele mesmo, o professor. O professor acredita saber da alma e do destino desse aluno, e nessa imagem ele o aprisiona, para que ele não cresça, não mude.

Quem indica Bauman para seus alunos não quer que eles vão muito longe.

 
P.s.: utilizei o conceito de transparência de Byung Chul Han, em “Sociedade da Transparência”.

Gostou? Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *