O povo não é idiota: 2/3 contra o Bozo!

Naquela que é considera a democracia mais sólida do mundo, os EUA, quando um candidato republicano é eleito os democratas logo reconhecem a derrota. Admitem o sucesso do opositor, assim como fizeram com Trump em 2016, e o parabenizam. Em nenhum momento se quer cogita-se a adoção de uma narrativa do tipo “foi golpe” ou “teve fraude”.

Read More

Eu entre estes e aqueles

O Brasil é o terrível país em que a luta de classes é percebida mais pela briga entre o trabalhador informal e o mendigo na fila do albergue do que pela desfaçatez com que a desigualdade entre ricos e pobres vem se aprofundando.

Read More

Viver e sobreviver

Foi o filósofo francês Michel Foucault que definiu a política contemporânea como sendo a “biopolítica”, ou seja, a adoção de práticas disciplinares para governar a população, e não mais os indivíduos. O corpo passou então a ser um dos focos da política, como por exemplo, programas de cirurgia de redução de estômago, ou mesmo programas de saúde bucal. Foi a partir de Foucault que o filósofo italiano Giorgio Agamben, nosso contemporâneo, discorreu sobre os conceitos de “vida nua” e “vida ética”.

Read More