Picolé de doce de leite

  Tomando picolé de doce de leite acabei concluindo que no fundo mesmo, o valor da verdade é valor para algumas pessoas e olhe lá. Não é algo que todo mundo quer – sentindo o gosto de leite em pó (que é um leite artificial) que é uma coisa que muitas pessoas gostam. Não tem a ver com o leite ser de verdade ou não, mas com gosto, com prazer. Sabemos muito bem que o leite não é doce, ainda sim, consumimos por gostar. É doce, logo bom.

 

  Se tratando de teorias da conspiração isso pode ser o que ocorre no fundo. Toda teoria da conspiração tem um aspecto central : Há um poder absoluto oculto que conspira contra a ordem do mundo ou cria um mundo indesejado. O que cria heróis e vilões – na política um isolacionismo no sentido de unir apenas os que pensam igual. É perda de tempo decorrer cada teoria da conspiração, pois surgem novas versões a todo tempo. Quem acredita nessas coisas não se preocupa com a verdade, ponto..

 

  Um teórico da conspiração busca conforto. Quando o mundo se tornou globalizado, as informações sobre o mundo atemporal, o mundo em si mais complexo, essas idéias conspiratórias ganharam força por simplificar a realidade e por o homem novamente no pedestal dele. Por exemplo, temos as pessoas que dizem que a terra é plana. Temos evidências de sobra que dizem não ser, porém, isso não importa nessa teoria, eles partem da conclusão de que é plana e não só isso, forças ocultas querem esconder isso de todo mundo . Note o quanto é reconfortante : você sabe de algo muito importante, existe um ambiente social que junto com você concorda com você e perceba, de repente, sabemos a causa de todos os problemas e existe apenas um único inimigo. Existe mais uma busca por conforto do que por verdade.

 

  A leitura de Deus, quaisquer seja, é simplista, para contrastar com a complexidade do mundo. Isso explica também esse aumento de uso de medicamentos que temos na nossa época. A verdade, ou falando de pinturas, é como se vivêssemos numa pintura realista, só que queremos viver numa caricatura. A maquiagem, a nostalgia,  extremismo político, os jogos, tudo ressoa conforto.

 

  Porém, esse conforto cria um mundo sem medidas – não há pesos, não há consequências, então toda ação ocorre fora dos limites da vida e acima, para as nuvens da fantasia. Isso é evidente na comida : muitos refrigerantes são misturas de corantes com suco de maçã e uma essência conforme o sabor. O sexo toma hoje o parâmetro da pornografia, se exige que se seja como nos vídeos. E por fim, o leite em pó, não há leite que seja doce, ou cacau que seja agradável, limões não sejam tão ácidos, o açúcar adocica.

 

  Essa fantasia foge dos limites humanos. Como em uma overdose, se fica tão atordoado que o corpo não aguenta e para de funcionar.

 

Escrito originalmente em 12 de dezembro de 2019